Quinta-feira, 12 de Maio de 2005
noiva1.jpg

Há uns dias atrás fui a um casamento.
Domingo dia 08 de Maio de 2005, casava um velho amigo de infância. Escusado será dizer, que fui dos que mais o tentou dissuadir dessa ideia. Casar? Dasse!
Deixa-te disso! Dizia-lhe eu.
Para quê? Pensava.
Será que vale mesmo a pena um gajo casar? Sim, vão pensar ou afirmar alguns de vocês. Não! Dirão outros. Então e o talvez? Quantos dirão, ou pensarão no talvez? Confesso que pessoalmente sou contra o casamento. Acho que não é preciso ter papel passado pelo padre e pelos registos, para poder dormir e viver com alguém. Mas também respeito aqueles que são a favor do casamento. Mas não me venham dizer, que a cerimonia é o assumir perante todos um compromisso. Pois quando se vive em comunhão com alguém, esse compromisso já está a ser assumido. E acima de tudo, está a ser assumido perante aquela pessoa, com quem estamos a viver.
Ah! E depois e tal vêem os filhos, como é? Tadinhos dos meninos os pais não são casados, e os pais dos colegas da escola são, e não sei quê, e não sei que mais.
Pois, pois! Então e aqueles que nasceram por “acidente” e os pais casaram só por obrigação e não foram capazes de se manter juntos, ou aqueles que os papás discutem a toda a hora porque estão juntos também eles por imposição da vida, e.... Etc., etc., etc.,
Por isso aqui deixo o repto, de opinarem sobre o casamento. Benefícios, contrariedades, tudo aquilo que pensam sobre o assunto.

Gregos ou Troianos,
Continuem bem!


publicado por pjohnny às 15:54 | link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De bibila1 a 17 de Maio de 2005 às 15:43
Claro que não é o facto do papel estar passado que somos mais felizes, ou não...Mas se acreditamos..acho q faz todo o sentido. Também não acho que lá pq se engravida se tem de casar...mas penso que é uma forma de dar a volta...E que mais tarde p xs se paga caro...


De Passo a 13 de Maio de 2005 às 08:18
Como todos os temas este é mais um q é controverso. Mas não é pelo facto de as pessoas serem casadas ou não q as coisas vão resultar. Enfim cada um q faça a escolha q melhor entender e q seja feliz, ou pelo menos q o tente ser :-)))


De pataininiti algarvia a 12 de Maio de 2005 às 17:41
Olhem... eu cá ajuntei-me e estou muito bem assim...a responsabilidade é exactamente a mesma...e n tens de te endividar com uma festa que só dura um diazito. Claro que se casasse gostava de fazê-lo pela igreja, n pela religião, mas por tradição... acontece que essa minha vontade passou qd ontem fui a uma reunião para ser madrinha de baptismo... as asneiras que o padre disse e a papelada que pediu... por Amor à vossa saúde... desistam... em que aspecto o baptismo, o casamento por igreja, ou seja que outra porcaria for nós torna melhores?


De Corbeau Noir a 12 de Maio de 2005 às 17:19
Finalmente um fórum, ou algo do género!=)No que me diz respeito: o amor é de cada um, e concretizem-no como entenderem! Um papel, uma festa e uma anilha para mim dizem pouco para além de chatice, guito e canseira!Eu sei k passei por isso! Quando se gosta o que interessa é estar junto... casados ou amancebados sejam é todos muito felizes!


Comentar post

falar de tudo não dizendo nada!
mais sobre mim
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


posts recentes

Voltei, voltei...voltei d...

Actualidades

limpeza etnica

Mulheres fora do Futebol

no meu tempo é que era (r...

Halls Mentholiptos

voltei voltei....

Brokeback Mountain

Gerações???Mas que geraçõ...

no meu tempo é que era!

arquivos

Abril 2012

Setembro 2008

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

blogs SAPO
subscrever feeds