Quarta-feira, 27 de Julho de 2005
É uma questão de solidariedade que me leva a escrever estas linhas.
São o meu testemunho de uma situação que cada vez mais afecta o homem português, visto proliferarem em cada vez mais habitações, equipamentos higiénicos compostos por tinas de banho com opções de fricção ou compressão de água, das partes musculares do corpo e articulações (e não só, como veremos mais á frente) vulgo "Banheira de Hidromassagem"...
Assim sendo passo a descrever a situação...
No fim de semana de 23/24 de Julho do ano 2005, encontrando-me eu pleno de força e inspirado devido á quantidade de mail's enviados para a minha (grande) caixa de correio electrónico (por falar nisso...obrigadinho ó Paulinho das estradas) decidi convidar uma amiga para um fim de semana a dois!
Depois de um belo jantar, regado por um excelente vinho, levei-a para a sala, criei um ambiente assim tipo... "lusco-fusco" meti um bracinho por cima dos ombros como quem não quer a coisa e perguntei se lhe apetecia algo...
"- Olha, gostava de vêr a tourada que está a dar na TVI" ...
Obviamente o bracinho saiu a grande velocidade de cima do ombro da menina e passou-me pela cabeça abrir a janela do 2º andar e convidá-la a vêr as estrelas...
Mas não é sobre as minhas tácticas de persuasão, ou sobre como é possível que uma corrida de touros transmitida na TV possa rasgar as forras do sofá de casa, que eu decidi escrever este artigo... E por isso mesmo passemos ao dia seguinte e aos factos que interessam!!!
Por ter na minha casa de banho uma banheira de hidromassagem (se bem que já tenha pedido ao construtor para me fazer o favor de a substituir por uma menos perigosa) decidi, em má hora, levar a amiga para lá e experimentar "amandar" uma queca envolto em bolhinhas de espuma com cheiro a Lavanda e Jasmim (parece coisa apaneleirada mas cheira bem!)
Comecei a encher a banheira e despejei um niquinho de creme (que nada tem a vêr com o creme lubrificante que, aposto, vos passou logo pela cabeça) para fazer as bolhas... Mas já dizia a minh'avó que a pressa é inimiga das perfeições, e eu, sem a calma que me caracteriza, não segui as instruções da dita banheira e (sei agora) não coloquei a quantidade de água que devia ter colocado. Adiante... Começámos nos beijinhos, e nos...se bem que não interesse nada para a história, estava tentado a contar-vos os pormenores, mas para não ferir susceptibilidades (que este blog é visto por famílias em horário nobre) não vou contar!! Depois do interlúdio estávamos já prontos para a peça principal quando eu murmuro ao ouvido da menina : "_ Amor...não queres carregar aí nesse botãozinho???" Mas isto como quem não sabe, é como quem não vê, a coisa não teve o efeito esperado... Pelo menos para mim! É que ao que parece é necessário verificar a orientação dos orifícios por onde sai a água, para que os mesmo não estejam muito altos e não espalhem a água para fora da banheira... Pois eu não fiz essa verificação (até porque estava ocupado com outros orifícios.... - falo do ralo da banheira obviamente, para que não se desperdiçasse água que estamos em tempo de poupança)...
E agora perguntam os meus amigos (e amigas)... "E depois??"
Bom, depois o que aconteceu foi que, assim que a minha amiga carregou no dito botão, a banheira começou a fazer um barulho assustador e assim de repente, e sem pré-aviso, sai um esguicho de água com uma pressão desmesurada que me foi atingir (ele há coisas...) mesmo em cheio no tomate esquerdo (que até é o mais enfezadito) deixando-me com uma enorme dificuldade em articular a palavra que me assomava aos lábios...."-Fod...............!!!!!!!!!!!!!"
Como devem calcular, desliguei o botão, vazei a banheira (só...) tomei um duche, vesti o pijama, comi uma canjinha de galinha e fui prá caminha!
(não interessa aqui escrever o destino que levou a amiga, porque não é ela a personagem principal da história)
Espero assim poder ter contribuído para que no futuro, mais nenhum homem venha a sofrer o que eu sofri... Por isso já sabem...Quando se prepararem para dar uma na banheira de hidromassagem, não se esqueçam que o nível da água tem de tapar os orifícios e, mais importante, estes têm de estar orientados para baixo ou em linha recta, mas nunca, NUNCA, para cima...Ou então fiquem vocês por baixo e a menina que apanhe frio nas costas....


publicado por pjohnny às 12:02 | link do post | favorito

De FERREIRA a 28 de Julho de 2005 às 19:04
É MESMO MUITO AZAR ANDAVA A PENSAR EM MUDAR A MINHA BANEIRA DO SECULO XVIII, MAS AINDA BEM QUE TIVESTE ESSA EXPERIANCIA, UM JACTO DE AGUA NOS TOMATES...NUNCA ME TINHA OCORRIDO

VISITA WWW.LUAR88.BLOGS.SAPO.PT


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



falar de tudo não dizendo nada!
mais sobre mim
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


posts recentes

Voltei, voltei...voltei d...

Actualidades

limpeza etnica

Mulheres fora do Futebol

no meu tempo é que era (r...

Halls Mentholiptos

voltei voltei....

Brokeback Mountain

Gerações???Mas que geraçõ...

no meu tempo é que era!

arquivos

Abril 2012

Setembro 2008

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

blogs SAPO
subscrever feeds